Palestra aborda importância de conservação do solo e da água

Cerca de 30 pessoas participaram de palestra do Programa Integrado de Conservação de Solo e Água do Paraná (Prosolo), realizado na manhã desta sexta-feira (11), no Colégio Agrícola Estadual Getúlio Vargas. João Carlos Hoffmann foi o responsável pela palestra e pela visita realizada em áreas do local.

Durante suas falas Hoffmann abordou diversas situações referentes a erosões, trabalho de recuperação de solo, deficiências em áreas de plantio e soluções para produtores, além de esclarecer dúvidas do público presente. A palestra abordou os cinco eixos do Prosolo, que são: instituição do programa, capacitação de produtores rurais e técnicos, pesquisa e formação aplicada, operacionalização e revisão da legislação sobre conservação de solos e água.

Prosolo-02Na sequência Hoffmann conduziu os presentes a uma visita técnica por várias áreas mantidas pelo Colégio, sendo que em uma delas foi realizada multiplicação de capim elefante anão para cordão vegetado.

Para o palestrante o tema deve ser discutido seriamente entre os produtores, visto que os problemas no solo estão cada vez mais frequentes. “Cerca de 30% das áreas do Paraná estão degradadas. As principais ações que prejudicam os terrenos são a falta de cobertura de solo, falta de rotação de cultura, plantio direto sem qualidade e a não eliminação dos terraços. O Prosolo foi feito para conscientizar os envolvidos de que a preservação do solo e da água é extremamente importante”, disse.

Eliezer Borcoski, secretário municipal de Agricultura e Pecuária, ressaltou a importância de orientar os produtores e técnicos agrícolas. “A Secretaria está orientando sobre o que tem que ser feito em relação a preservar o solo e a água. A palestra serviu para ensinar as melhores soluções e métodos de precaução na teoria e na prática”, relatou.

O evento do Prosolo contou com o apoio da Secretaria Municipal de Agricultura e Pecuária, Sindicato Rural de Palmeira, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Palmeira, Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e Conselho de Desenvolvimento Rural de Palmeira (Coderp).

Pin It

Comente esta matéria